Home | Kawasaki | Suzuki GSX S1000 vs Kawasaki Z1000 – Comparativo

Suzuki GSX S1000 vs Kawasaki Z1000 – Comparativo

Um comparativo das nakeds mais desejadas da atualidade, a Kawasaki Z1000 finalmente ganha uma concorrente de peso, a Suzuki GSZ S1000.

z1000-2018

A Kawasaki conseguiu melhorar o que já era bom com a nova Z1000 2017, que além do visual mais musculoso de uma predadora, ganhou em torque nas baixas e médias rotações, que permite arrancadas suaves e um maior controle da moto, principalmente no trânsito urbano. Isso sem perder nada dos poderosos 142 cavalos de potência máxima, capaz de levar a streetfighter do zero aos 100/km/h em pouco mais de 3 segundo e meio, onde o piloto tem a sensação de ser arrancado da moto, mesmo em retomadas de velocidade.

A nova Z1000 2016 / 2017 marca presença e impõe respeito. Boa parte é responsabilidade do conjunto ótico de ‘dar medo’, que utiliza quatro faróis de LED, sendo os dois próximos para luz baixa e os externos para o farol alto. Tem ainda um filete com luzes de LED na carenagem que cobre o painel. A sensação é de observar um animal pronto para dar o bote.

KAWASAKI Z1000
PRICE $11,999
ENGINE 1,043cc, liquid-cooled inline-four
BORE x STROKE 77.0 x 56.0mm
COMPRESSION RATIO 11.8:1
VALVE TRAIN DOHC, 16v
FUELING EFI
CLUTCH Wet, multi-plate
TRANSMISSION/FINAL DRIVE 6-speed/chain
FRAME Aluminum twin-spar
FRONT SUSPENSION Showa 41mm fork adjustable for spring preload, compression and rebound damping; 4.7-in. travel
REAR SUSPENSION Showa shock adjustable for spring preload and rebound damping; 4.8-in. travel
FRONT BRAKE Tokico four-piston calipers, 310mm discs with ABS
REAR BRAKE Tokico one-piston caliper, 250mm disc with ABS
FRONT TIRE 120/70ZR-17 Dunlop Sportmax D214
REAR TIRE 190/50ZR-17 Dunlop Sportmax D214
RAKE/TRAIL 24.5˚/4.0 in.
SEAT HEIGHT 32.1 in.
WHEELBASE 56.5 in.
MEASURED WEIGHT (TANK FULL/EMPTY) 488/461 lb.
FUEL CAPACITY 4.5 gal.
FUEL ECONOMY (HIGH/LOW/AVERAGE) 38/32/35 mpg
RANGE (INCLUDING RESERVE) 158 mi.
CORRECTED 1/4-MILE 11.18 sec. @ 125.5 mph
TOP-GEAR ROLL-ON (60-80 MPH) 2.8 sec.
WARRANTY 12 mo., unlimited mi.
CONTACT kawasaki.com

 

suzuki-gsx-2019

A Suzuki mais uma vez se destaca no mercado Brasileiro com seu lançamento que esta previsto para até o fim do ano de 2015,a moto conta com motor de 4 tempos,4 cilindros,refrigeração liquida DOHC, um diferencial na GSX-S 1000 e seu controle de tração avançada que monitora continuamente a velocidade das rodas dianteiras e traseiras, o sensor de posição do acelerador, sensor de rotação do virabrequim e sensor de marcha engatada, controlam a potência do motor por meio do gerenciamento do ponto de ignição, e o fluxo de ar através das borboletas do sistema de injeção eletrônica. Você pode alternar o sistema de controle de tração para qualquer um dos 3 modos ou desligá-lo.

Os modos diferem em termos de sensibilidade. O modo 1 esportivo para boas condições de solo e alta velocidade. O modo 2 para uso dentro da cidade ou urbano garantindo uma melhor tração em solos acidentados. O modo 3  para chuva ou solos gelados.Você pode selecionar rapidamente e facilmente o modo de controle de tração através do botão no guidão do lado esquerdo, e confirmar alteração no seu painel de instrumentos.

O sistema de freio dianteiro desta moto é composto por duplo disco ventilado flutuante com 310 mm de diâmetro, mordido
por pinças Brembo de 4 pistões opostos e montagem radial.
e o freio traseiro com um único disco ventilado a moto vira nas duas opções com e sem abs o e valor aqui no Brasil sera de aproximadamente R$ 39,000,00 sem abs e com abs R$ 49,000,00.
SUZUKI GSX-S1000
PRICE $10,499
ENGINE 999cc, liquid-cooled inline-four
BORE x STROKE 73.4 x 59.0mm
COMPRESSION RATIO 12.2:1
VALVE TRAIN DOHC, 16v
FUELING EFI
CLUTCH Wet, multi-plate
TRANSMISSION/FINAL DRIVE 6-speed/chain
FRAME Aluminum twin-spar
FRONT SUSPENSION KYB 43mm fork adjustable for spring preload, compression and rebound damping; 4.7-in. travel
REAR SUSPENSION KYB shock adjustable for spring preload and rebound damping; 5.1-in. travel
FRONT BRAKE Brembo four-piston calipers, 310mm discs with ABS
REAR BRAKE Nissin one-piston caliper, 220mm disc with ABS
FRONT TIRE 120/70ZR-17 Dunlop Sportmax D214
REAR TIRE 190/50ZR-17 Dunlop Sportmax D214
RAKE/TRAIL 25.0˚/3.9 in.
SEAT HEIGHT 31.9 in.
WHEELBASE 57.5 in.
MEASURED WEIGHT (TANK FULL/EMPTY) 464/437 lb.
FUEL CAPACITY 4.5 gal.
FUEL ECONOMY (HIGH/LOW/AVERAGE) 44/34/40 mpg
RANGE (INCLUDING RESERVE) 180 mi.
CORRECTED 1/4-MILE 10.74 sec. @ 132.5 mph
TOP-GEAR ROLL-ON (60-80 MPH) 2.9 sec.
WARRANTY 12 mo., unlimited mi.
CONTACT suzukicycles.com

Kawasaki Z1000 2016, veja ficha técnica, preço e consumo

Suzuki GSX-S1000 2017: preço, ficha técnica e fotos

Kawasaki Z1000 2017

Kawasaki anuncia novas Ninja 1000 Tourer e Z1000 – informações e preços

Suzuki mostra três novidades para 2017 – GSX-R 1000, V-Strom 650 XT e GSX-S1000

Kawasaki nacionaliza a Z1000

About admin

O que acharam

  1. A Z1000 é daquelas motos que a cada saída de semáforo aguçam o apetite de piloto e despertam a vontade de dar uma torcida a mais no punho, nem que seja apenas para sentir o empuxo do motor de quatro cilindros em linha, refrigeração líquida, 16 válvulas. São 11,2 mkgf de torque (disponíveis na totalidade aos 7800 rpm) e 138 cv (a 9600 rpm) de potência máxima. Com 218 kg de peso em ordem de marcha, a sensação é de uma largada de GP – com a frente da moto decolando a cada troca de marcha.

    A relação de câmbio é levemente curta e acentua essa tendência, deixando suas respostas bem mais ariscas e as retomadas, rápidas em qualquer situação. Na pista de testes, levou exíguos 2,1 segundos para retomar, em quinta marcha, dos 80 aos 110 km/h. Na prova de aceleração de 0 a 100 km/h, gastou 3,7 segundos e a velocidade máxima na pista parou nos 240,1 km/h (o motor chegou à rotação de corte). A Z1000 é rápida o bastante para fazer ultrapassagens tranquilas com muita sobra, deixando o outro veículo para trás em frações de segundo. Essa virilidade toda vem acompanhada de um ronco que se eleva como um rugido alto, quase um grito de guerra. Delicioso de ouvir.

    NUA E LIGHT A parte ciclística da Z1000 é bem solucionada, e sua maneabilidade é digna de uma 600 cc. A sensação de leveza dessa grande naked é maior do que seu peso sugere. As suspensões totalmente reguláveis – bengalas de 41 mm invertidas e monoamortecedor traseiro com links – copiam bem o asfalto, embora nas curvas com piso ruim façam a moto chacoalhar um pouco. Essa condição não é frequente e pode ser debitada na conta do pavimento acidentado. O desempenho das suspensões pode melhorar com os ajustes (pré-carga de mola, compressão e retorno) que o sistema oferece.

    Outra virtude da nova máquina são os freios potentes e muito bem dimensionados. Os dois discos dianteiros de 300 mm mordidos por pinças radiais de quatro pistões facilitam o trabalho e têm uma pegada firme. Até por isso, exigem sensibilidade e experiência para frenagens rápidas ou de pânico, principalmente diante do disco traseiro de 250 mm, que tende a bloquear a roda nas frenagens mais vigorosas.

    A nova naked entusiasma a partir do momento em que entra no campo de visão do motociclista – e acaba por seduzi-lo quando acelera. A cada quilômetro rodado, a vontade de seguir pilotando a Kawasaki Z1000 cada vez mais próxima da zona ideal, entre 7000 e 9000 rpm, aumenta e faz sentir a ferocidade, tanto para quem pilota como para quem a vê, uma combinação de admiração com alguma dose de intimidação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *